"O País é quem mais tem a perder com a perseguição cerrada ao alojamento local"

Márcia Sobral 21 de abril

O Supremo Tribunal emitiu um acórdão que vem proibir os alojamentos locais em prédios. A SÁBADO falou com a Associação Lisbonense de Proprietários para perceber o possível impacto desta medida.

A decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) é clara e veio considerar ilegal a coexistência de alojamentos locais em prédios de habitação permanente. A medida tem efeitos retroactivos, sendo por isso afetadas casas que no passado haviam sido autorizadas.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais