Costa não vai "rasgar o contrato" com o SIRESP

Costa não vai 'rasgar o contrato' com o SIRESP
Diogo Barreto 12 de agosto de 2017

O Governo culpas a PT pelas falhas no sistema comunicacional SIRESP. Costa defende que nacionalizar não surtiria efeito

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou que as falhas do SIRESP resultaram "do colapso" da Portugal Telecom. As declarações foram feitas numa entrevista concedida ao jornal Expresso deste sábado. A entrevista completa será publicada na edição da próxima semana.

Em declarações ao jornal semanário, o primeiro-ministro afirmou que a PT é responsável "pelas falhas de comunicação na tragédia de Pedrógão Grande". "O que falhou foi que grande parte daquela rede (de emergência, do SIRESP) assenta na rede fixa da PT; a rede fixa da PT assenta em cabos aéreos que, obviamente, numa zona florestal que está a arder, ardem. E, portanto, colapsam as comunicações", disse Costa, remetendo as suas declarações para as conclusões do relatório preliminar do Instituto de Telecomunicações, divulgado a semana passada.

Costa revelou que pretende forçar a empresa a melhorar a sua rede em áreas potenciais de incêndio, substituindo cabos aéreos por cabos subterrâneos nas estradas que já disponham de calhas técnicas para o efeito, mas que se encontrem ainda vazias. "É inadmissível que as redes de comunicações junto as estradas nacionais que já têm calhas técnicas não estejam enterradas e continuem com os cabos aéreos", afirmou Costa durante a entrevista.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais