Bastidores: Entrevistas que vale a pena ler

Bastidores: Entrevistas que vale a pena ler
Rui Hortelão 06 de dezembro de 2016

No dia seguinte a dar a entrevista à SÁBADO, Michel Canals foi ao DCIAP falar com o procurador Rosário Teixeira, que conduz o caso Monte Branco. Um processo sem precedentes, que deu origem à investigação a José Sócrates

É uma das figuras-chave do processo Monte Branco, um dos maiores escândalos de fuga ao fisco de sempre em Portugal. E estava em silêncio desde que ouvimos falar dele. Antes, porém, Michel Canals era já bem conhecido dos portugueses com fortuna, dos quais geriu mais de 2,5 mil milhões de euros, metade do valor que os contribuintes emprestaram para injectar no Novo Banco após o colapso do BES – um tema também tratado nesta edição(ver págs. 82 a84).

O primeiro contacto presencial do jornalista António José Vilela com o antigo gestor do banco suíço UBS aconteceu em Março. Desde então, muitos outros houve para concretizar a grande entrevista que a SÁBADO publica, realizada no passado dia 1 de Dezembro, em Lisboa. Uma cidade que Canals diz só deixará de visitar quando morrer. Ao contrário da mulher, que nunca mais quis voltar a Portugal depois de o marido ser detido(e solto), em 2012.

Michel Canals à conversa com o jornalista António José Vilela, na Av. da Liberdade, Lisboa, minutos antes de começar a entrevista

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais