35 horas até podem vir mais cedo, mas não para todos

12 de janeiro de 2016

Trabalhadores com contratos individuais não estão abrangidos pela proposta do PS que será debatida quarta-feira. Sindicatos ameaçam com greve

Nem todos os trabalhadores do Estado terão direito às 35 horas semanais. A proposta feita pelo Partido Socialista e que será debatida esta quarta-feira, 13, no Parlamento, excluirá os que têm contratos individuais de trabalho. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais