Onde está a fábrica do populismo?
Eduardo Dâmaso
20 de janeiro

Onde está a fábrica do populismo?

Os boys do PS e os grandes senhores do dinheiro e da influência mandam muito mais do que ele. António Costa deve estar ansioso por uma crise política que lhe permita sair com dignidade e viajar para Bruxelas, onde é respeitado e elogiado.

A ideia de que a fábrica do populismo está mais na crítica da política do que na própria política é muito alimentada em círculos senatoriais da República. Nesta retórica, os produtores de populismo estão identificados há muito. A comunicação social é a primeira da fila dos alvos. Depois vem a justiça e o vasto cardápio de corporações que tornam a política impossível e o País ingovernável. Por fim, claro, não faltam as tenebrosas conspirações dos adversários políticos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais