O mundo que não  está na campanha
Eduardo Dâmaso Director
19 de setembro de 2019

O mundo que não está na campanha

A destruição de parte da maior refinaria de petróleo da Arábia Saudita deixou o mundo à beira de uma crise energética. O tema não está na campanha eleitoral portuguesa mas vai ser mais decisivo do que o cenário a sair das urnas a 6 de outubro

Bastou o poder destruidor de dois drones para deixar o mundo à beira de mais uma crise energética. A destruição de parte da maior refinaria da Arábia Saudita, um dos maiores produtores mundiais do chamado ouro negro, obrigou os EUA a recorrerem às reservas estratégicas para fazer face ao terramoto de segunda-feira nas Bolsas e no preço do crude. Daí para cá, a escalada de violência verbal e a hostilidade política entre os EUA e o Irão não têm parado.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais