Da Lava Jato ao Marquês
Eduardo Dâmaso Director
02 de fevereiro de 2017

Da Lava Jato ao Marquês

Contrariando a enorme expectativa gerada pela morte do juiz Teori Zavascki, que tinha em mãos a apreciação dos 77 depoimentos de colaboração premiada por parte de patrões e altos dirigentes da construtora Odebrecht, o Supremo Tribunal de Justiça brasileiro validou todos os documentos em causa

Contrariando a enorme expectativa gerada pela morte do juiz Teori Zavascki, que tinha em mãos a apreciação dos 77 depoimentos de colaboração premiada por parte de patrões e altos dirigentes da construtora Odebrecht, o Supremo Tribunal de Justiça brasileiro validou todos os documentos em causa. Foi a própria presidente, Cármen Lúcia, que deu luz verde aos depoimentos explosivos feitos no âmbito da operação Lava Jato. Deu luz verde um mês antes do prazo e em termos que tornam imparável o maior processo de combate à corrupção que há memória desde a operação Mãos Limpas, que levou ao fim da I República italiana, em 1992.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais