Instantâneos (ou quase) 93
António José Vilela Diretor-adjunto
02 de julho

Instantâneos (ou quase) 93

O dono da Prozis disse numa rede social umas palermices sobre o aborto e caiu-lhe em cima meio mundo de famosos (e não só). Apelos ao boicote às papas que vende vieram logo. É difícil andar fora da manada.

Novidade?
A derrocada das criptomoedas está a mostrar o óbvio: tudo o que sobe muito cai depois a pique. Sobretudo quando não há mecanismos de regulação, de transparência e se trata de um vulgar esquema de pirâmide. Mais cedo ou mais tarde...

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais