Os super-heróis de domingo
Ângela Marques Jornalista
13 de novembro de 2020

Os super-heróis de domingo

“Teve muita sorte, sabe? O rapaz que está ali fora, que é toxicodependente, viu a carteira no chão e devolveu-a”

Já não há domingos normais, disse eu, sem mexer os lábios, enquanto escovava o cabelo. Sem exagero – pensei enquanto escovava os dentes –, a cada sexta-feira sinto-me mais Roberto Benigni n’A Vida é Bela e Daniel Brühl num Adeus, Lenine. Já não há domingos normais, escrevi mentalmente, enquanto escovava o casaco com o qual, com um certo estoicismo e zero borboto, sairia de casa para fazer de conta.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Tópicos angela marques
Opinião Ver mais