As piscinas do interior
Ângela Marques Jornalista
12 de junho

As piscinas do interior

O bar da piscina tinha mais afluência que qualquer esplanada e era ali que decorriam os concursos de popularidade.

Na cidade pequena, a hora e meia do mar, o verão não era uma estação, era um programa de festas. Com o fim da escola vinha o início de tudo. Havia o rio e as gaivotas com que atravessávamos os chorões na esperança de nos acontecer uma aventura, havia o castelo e os seus túneis nada secretos porém cheios de promessas e havia, por fim, as piscinas.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais