Os loucos encontram-se com a história

Charlie Hebdo: Os loucos encontram-se com a história, por Raquel Varela
Raquel Varela 12 de janeiro de 2015

O humor, como o amor, é libertador. É a nossa resistência ao sofrimento, ambos nos elevam, nos ajudam a sermos mais livres, menos estúpidos, e por isso mais humanos

"Todos estão loucos, neste mundo? Porque a cabeça da gente é uma só e as coisas que há e estão para haver são demais de muitas (…) e a gente tem de necessitar de aumentar a cabeça, para o total."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais