Morte de peixeiro provoca manifestação em Marrocos

Susana Lúcio 31 de outubro de 2016

Pelo menos, um milhar de pessoas protestaram e exigiram “liberdade” em Rabat, na sequência da morte de um vendedor de peixe que morreu após a polícia ter confiscado a sua mercadoria

Mouchcine Fikri, de 31 anos, morreu na passada sexta-feira, em Alhucemas, norte de Marrocos, esmagado dentro de um camião do lixo quando tentava, desesperado, recuperar o peixe que a polícia lhe tinha confiscado.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais