Marginal da Corimba abre novo conflito entre Isabel dos Santos e João Lourenço

Jornal de Negócios 20 de maio de 2019

Presidente da República de Angola retirou empresa de Isabel dos Santos do projeto da Marginal da Corimba. Empresária diz que acusações de sobrefaturação são "falsas e infundadas".

Isabel dos Santos volta a entrar em rota de colisão com o Presidente da República de Angola. Desta vez, o ponto da discórdia é a Marginal da Corimba e o afastamento de uma sua empresa, a Urbinveste, deste projeto. 

Na passada quarta-feira, 15 de Maio, João Lourenço anulou o contrato relativo à Marginal da Corimba. No decreto presidencial, a decisão foi justificada pela sobrefaturação nos valores" com "serviços onerosos para o Estado". Este projeto está avaliado em 1,3 mil milhões de dólares (1,4 mil milhões de euros).

A Urbinveste reagiu esta segunda-feira, 21 de maio, classificando estas avaliações "falsas e infundadas".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais