Jovem saudita que pediu asilo à Tailândia barricou-se em hotel

Jovem saudita que pediu asilo à Tailândia barricou-se em hotel
Mariana Branco 07 de janeiro de 2019

Rahaf Mohammed, de 18 anos, afirma ter sofrido violência física e psicológica por parte da sua família. Tailândia ia deportá-la mas agora garante que "não será devolvida contra a sua vontade".

Uma jovem saudita de 18 anos fugiu da família e pediu asilo à Tailândia. Foi detida no aeroporto de Banguecoque mas acabou por conseguir barricar-se num quarto de hotel. Esta segunda-feira, o chefe da polícia de imigração tailandesa garantiu que a jovem "não será devolvida contra a sua vontade" a Riade.

"Se a jovem não quiser partir, ela não será enviada contra a sua vontade" para a Arábia Saudita, afirmou o major general Surachate Hakparn. O responsável adiantou ainda que a saudita vai encontrar-se com representantes do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). Caso as autoridades tailandesas decidam não devolver a jovem à Arábia Saudita terão de justificar a decisão às autoridades sauditas para não afetar as relações dos dois países, explicou Surachate.

Rahaf Mohammed Al-Qunun foi detida no domingo no aeroporto de Banguecoque. Deveria ter sido enviada esta segunda-feira para a Arábia Saudita, via Kuwait, num avião que descolou de Banguecoque às 11h15 (4h15 em Lisboa). Mas "o voo finalmente partiu sem a jovem, que se trancou num quarto de hotel no aeroporto", confirmou à AFP Phil Robertson, representante da Human Rights Watch (HRW) para a Ásia.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais