Facebook prepara-se para a pior crise da sua história

O alerta foi dado por Mark Zuckerberg, diretor executivo da Meta, que deixou no ar a possibilidade de cortes de pessoal, formado por cerca de 78 mil pessoas.

Os funcionários da Meta já sabem que se aproximam tempos difíceis e que devem estar preparados para ajudar a travar essa batalha. Segundo o The New York Times, durante uma reunião interna por videoconferência, no dia 30 de junho, Mark Zuckerberg avisou os seus trabalhadores que enfrenta uma das "piores crises que vimos recentemente na história".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais