Entrevista
Entrevista

Isabel do Carmo: "Andei a transportar explosivos, mas ligar o detonador não liguei"

Isabel do Carmo: 'Andei a transportar explosivos, mas ligar o detonador não liguei'
Ana Taborda 21 de fevereiro
Biografia Nome:

Maria Isabel Augusta Cortes do Carmo

Cargo:

Médica

Nascimento:

29 de setembro de 1940

Nacionalidade:

Portuguesa

Antes de ser uma médica famosa, pioneira no tratamento da obesidade, foi a revolucionária "Elisa" e "Iva". Andou na luta armada da extrema esquerda e esteve presa quatro anos com o filho mais novo. Aos 80 anos, acaba de sobreviver à Covid-19.

Chegou a ir buscar dinheiro para o partido ao móvel religioso de uma igreja – com a colaboração do padre, ajudou a distribuir espingardas G3 a conselhos de trabalhadores, deu todo o seu salário ao partido em nome de uma revolução que não foi a sua mas que trouxe aquilo que mais queria, a liberdade. Aos 80 anos, tem pelo menos 20 horas de consultas por semana, dá aulas num mestrado, vai na terceira edição do livro Alimentação – Mitos e Factos, lançado em plena pandemia. A mesma pandemia que a fez estar 10 dias internada no hospital onde começou a sua carreira, o Santa Maria. Quando saiu já tinha perdido Carlos Antunes, com quem fez as Brigadas Revolucionárias, uma organização de extrema-esquerda que defendeu – e usou – a luta armada para combater o fascismo. O ex-companheiro morreu depois de terem estado no mesmo jantar de Natal. Trocaram mensagens até à véspera da sua morte.

Nas Brigadas Revolucionárias, Carlos Antunes era o Sérgio. Agora  já o tratava por Carlos?
Não, sempre o tratei pelo pseudónimo. Os meus netos estranhavam, sobretudo o mais pequenino, porque o pai também se chama Sérgio. Então inventei uma história para eles: como o avô tinha sido um pirata bom, contra Salazar, tinha de ter um nome falso. Um dia, a minha neta do meio perguntou-me: "Mas tu foste a namorada do pirata, não foste?" Fui [risos]. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)