As surpresas sem fim da Islândia: Inglaterra eliminada

Cátia Andrea Costa 27 de junho de 2016

Para muitos, será um resultado ainda mais duro do que a derrota no referendo que ditou a saída do Reino Unido da Europa. Desta vez, foi a Islândia a protagonizar um Brexit que escandalizou o mundo e obrigou a Inglaterra a despedir-se do Euro, vergada a uma derrota humilhante

A Islândia já tinha surpreendido o mundo do futebol ao empatar com Portugal no jogo inaugural do Euro 2016. A segunda surpresa ocorreu quando terminou o grupo F em segundo lugar. A terceira aconteceu esta quinta-feira: a equipa nórdica não só eliminou a favorita Inglaterra, como foi quase sempre superior ao rival. E acabou apurada para os quartos-de-final da competição. 

A Inglaterra até entrou melhor e, aos quatro minutos, já vencia com um golo de Wayne Rooney, na conversão de uma grande penalidade. Sem medo, apesar da inexperiência em grandes competições, os islandeses responderam dois minutos depois, igualando a contenda através de Ragnar Sigurdsson, e viraram o resultado a seu favor aos 18, por intermédio de Kolbein Sigthorsson.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais