Sensores de corrida poderão diagnosticar doenças

Susana Lúcio 13 de janeiro de 2017

Alteração ao ritmo cardíaco e a temperatura da pele podem ser sinais de que poderá estar a ficar doente

Um estudo com 60 pessoas determinou que, em breve, será possível identificar os primeiros sintomas de uma doença com sensores iguais aos usados pelos corredores para monitorizar o batimento cardíaco.

Cientistas do Centro de Estudo Genómico e Medicina Personalizada da Universidade de Stanford, na California, EUA, pediram a 60 pessoas para usarem aparelhos que recolheram mais de 250 mil indicadores desde o ritmo cardíaco, nível de oxigénio no sangue, número de calorias queimadas, padrão de sono e temperatura da pele.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais