Padre católico assume-se como homossexual aos paroquianos Exclusivo

Padre católico assume-se como homossexual aos paroquianos
Leonor Riso 20 de dezembro de 2017

Gregory Greiten manterá o voto de celibato e foi apoiado pelo arcebispo.

No passado domingo, Gregory Greiten, um padre católico romano, assumiu-se como homossexual junto aos seus paroquianos. Durante a missa na igreja St. Bernadette, em Milwaukee, EUA, disse: "Eu sou o Greg, sou um padre romano católico. E sim, sou gay." A audiência respondeu com uma ovação de pé.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais