Jorge Molder: “Era um menino da mamã, mas bastante independente”

Jorge Molder: “Era um menino da mamã, mas bastante independente”
Rita Bertrand 10 de fevereiro de 2014

Jorge Molder estudou Filosofia, mas foi a fotografar-se que se destacou. É o autor de uma exposição que celebra o 10º aniversário da SÁBADO

Começou por dizer que não falava da infância nem da família, "porque não tem interesse, além de ser privado". Mesmo assim, Jorge Molder – que inaugurou, no âmbito do décimo aniversário da SÁBADO, a exposição Paradeiro Desconhecido, constituída por cinco fotografias inéditas, com 8 metros por 3, criadas para outdoors da Av. das Forças Armadas, em Lisboa – revelou-nos alguns detalhes da sua vida. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais