Uma história feita de amor e liberdade

CM 03 de março de 2019

Snu e Sá Carneiro apaixonaram-se e ficaram juntos até à morte, na queda de um avião em 1980.

Por Isabel Laranjo - Correio da Manhã

Portugal vivia na sombra da ditadura quando Snu chegou a Portugal. A dinamarquesa apresentava modos diferentes que levaram a que alguns a apelidassem de "fria". Inês Castel-Branco, que lhe dá vida em ‘Snu’, o filme, refuta: "Não tem que ver com frieza, mas com outra cultura, que não é a latina, do toque, de não levantar a voz", explica.

Aquela mulher, nórdica, que comprava flores todos os dias e tinha uma pena de pavão dentro do seu diário, era casada e tinha três filhos quando, ainda na aurora dos primeiros meses de abril, conheceu Francisco Sá Carneiro.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login