Trump recorre ao twitter para cancelar novo Air Force One

Negócios 06 de dezembro de 2016

O custo do novo avião do Presidente dos Estados Unidos ascende a 4 mil milhões de dólares.

Por Jornal de Negócios

Donald Trump defendeu esta terça-feira que o novo Air Force One, que está a ser desenvolvido pela Boeing, deve ser cancelado, devido aos elevados custos que implica.
 
Como vem sendo habitual, o pedido foi efectuado na conta de Twitter do Presidente eleito. "A Boeing está a construir um novo 747 Air Force One para futuros presidentes. Mas os custos estão fora de controlo, acima de 4 mil milhões de dólares. Cancelar ordem", escreveu Trump no Twitter.
 
A actual frota de Air Force One (dois aviões) atinge os 30 anos de serviço em 2017, daí que o Pentágono tenha iniciado o processo de renovação. Está previsto que a próxima geração de Air Force One esteja operacional em 2023, seja tecnologicamente mais avançada e os aviões tenham capacidade para efectuar viagens mais longas.
 
Durante a campanha, nunca Trump se tinha referido aos custos dos novos Air Force One. Resta agora saber se o presidente eleito quer acabar com os aviões presidenciais, para passar a voar no seu, que também é um 747 da Boeing.
 
Trump continua bastante activo no twitter, utilizando esta rede social para comentar os mais variados assuntos e para revelar novidades. Uma prática que não é bem vista pela maioria dos norte-americanos. De acordo com uma sondagem do New York Times, 56% dos inquiridos considera que Trump usa o twitter em demasia.
 
 
Boeing is building a brand new 747 Air Force One for future presidents, but costs are out of control, more than $4 billion. Cancel order!
— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) 6 de dezembro de 2016  

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login