Supertaça de Itália na Arábia Saudita causa forte polémica

Record 04 de janeiro de 2019

Primeiro ministro transalpino Matteo Salvini diz que não vai a um jogo (Juventus-AC Milan) em que as mulheres vão ser discriminadas

Por Alexandre Reis - Record

A realização da Supertaça de Itália na Arábia Saudita está envolta em polémica. Tudo porque naquele país a discriminação de género é uma realidade, pois as mulheres que quiserem assistir ao embate entre Juventus e AC Milan terão de entrar no King Abdullah Sports City Stadium, em Jeddah, acompanhadas por homens.

Matteo Salvini, vice-primeiro-ministro italiano, já deu a cara, revelando que não vai assistir ao encontro, porque as mulheres não terão autorização para entrarem sozinhas, após decisão da Série A, organizadora do evento a ser disputado a 16 de janeiro. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login