Relação do Porto sobe pena a burlão de atores

CM 05 de janeiro de 2019

Arménio Ricardo tem agora de cumprir 12 anos de cadeia.

Por Nelson Rodrigues - Correio da Manhã

O Tribunal da Relação do Porto agravou, de 10 para 12 anos, a pena de prisão aplicada a Arménio Ricardo Santos, o dono do stand RFS Motors, de Arrifana, em Santa Maria da Feira, que, entre 2013 e 2016, enganou mais de uma centena de pessoas com a venda de carros de luxo, cuja quilometragem adulterava.

Dois dos lesados foram os atores Diogo Amaral e Lourenço Ortigão.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login