Queixas dos doentes revelam fragilidades na Saúde

CM 12 de agosto de 2017

ERS revela recomendações a hospitais que lesaram utentes no acesso aos cuidados.

Por Correio da Manhã

Doentes oncológicos que não fizeram tratamentos coadjuvantes por perda da janela terapêutica útil, um doente informado que a cirurgia efetuada não tinha nada a ver com a prescrita e para a qual foi emitido um vale e uma doente de 88 anos que morreu à espera de uma prótese. Estas são algumas das queixas de doentes que se sentiram lesados e que estão na origem de instruções da Entidade Reguladora da Saúde (ERS).

Na primeira, o Hospital do Barreiro informou que os doentes entraram em remissão em maio passado. A ERS recomendou que a unidade deve garantir "o acesso a tratamentos oncológicos em tempo útil", adequados às necessidades dos doentes e que "devem ser prestados humanamente, com prontidão e respeito pelo utente".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui