PM turco diz que 15 de Julho foi "festival da democracia"

Negócios 16 de julho de 2016

Binali Yildirim, o primeiro-ministro da Turquia, diz que o golpe de Estado que foi travado representa um "novo começo" para as relações entre os principais partidos do país. E acusou os golpistas de serem "terroristas".

Por Paulo Zacarias Gomes - Jornal de Negócios

O chefe de Governo da Turquia, Binali Yildirim (na foto), considerou este sábado, 16 de Julho, que o dia de ontem – em que militares sublevados falharam um golpe de Estado no país – vai ficar para a história como o "festival da democracia" em que o golpe se virou contra os golpistas e que significa um "novo começo" para as relações com os partidos políticos na oposição.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login