Novos 22 comboios chegam num prazo máximo de quatro anos

CM 07 de janeiro de 2019

Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, salientou que há 20 anos que ninguém encomendava comboios.

Por Lusa - Correio da Manhã

Os 22 novos comboios para a CP - Comboios de Portugal, cujo concurso foi esta segunda-feira lançado, chegarão num prazo máximo de quatro anos, avançou o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques.

"Chegarão num prazo máximo de quatro anos. Sim, a contratação pública demora até um ano, sim, os projetos técnicos e construção desses comboios demoram até dois anos e, depois, precisamos de um ano para testes e entrada em produção desse material", explicou o governante na cerimónia de lançamento do concurso para a compra de novos comboios, na estação de Marco de Canaveses, distrito do Porto, que contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login