MP acusa antigos administradores do Instituto Superior de Saúde do Alto Ave

CM 17 de setembro de 2018

Dois dos arguidos respondem por um crime de insolvência dolosa, um crime de peculato e um crime de participação económica em negócio.

Por Correio da Manhã

O Ministério Público (MP) acusou de insolvência dolosa, peculato e participação económica em negócio de três administradores da sociedade que até 2010 geriu o Instituto Superior de Saúde do Alto Ave (ISAVE), foi esta segunda-feira anunciado.

Em nota publicada na sua página, a Procuradoria-Geral Distrital do Porto refere que em causa está a Ensinave - Educação e Ensino Superior do Alto Ave, cuja insolvência foi sentenciada em novembro de 2010 e declarada culposa em setembro de 2013, com débitos reconhecidos judicialmente num valor superior a 6,7 milhões de euros.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login