Mais de 150 mil crianças e jovens sem médico de família em Portugal

CM 05 de dezembro de 2018

Legislação que estabelece que nenhuma criança deve ficar privada de médico de família entrou em vigor há dois anos.

Por Lusa - Correio da Manhã

Mais de 150 mil menores em Portugal ainda estão sem médico de família atribuído, mais de dois anos depois de estar em vigor legislação que estabelece que nenhuma criança deve ficar privada de médico de família.

"Continuam a existir obstáculos à atribuição de médico de família a todos os menores de 18 anos, que são particularmente preocupantes na região de Lisboa e Vale do Tejo, mas também nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira", refere o relatório "Gerações Mais Saudáveis" que vai ser esta quarta-feira divulgado pelo Conselho Nacional de Saúde.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login