Maior accionista da dona do Minipreço contra plano de aumento de capital

Negócios 19 de dezembro de 2018

O maior accionista do Dia, dono do Minipreço, considera que os planos do conselho de administração são insuficientes para resolver os problemas da empresa. Os seus representantes no conselho renunciaram ontem aos seus cargos.

Por Sara Antunes - Jornal de Negócios

Há uma guerra aberta no seio do Dia. O maior accionista da retalhista espanhola, o fundo Letterone, detido pelo magnata russo Mijail Fridman, está contra os planos do conselho de administração da empresa, que passam por um aumento de capital de 600 milhões de euros. O responsável considera o plano insuficiente para fazer face aos problemas que estão a pressionar a empresa.

 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login