Leva 16 anos por matar a antiga companheira no Porto

CM 05 de dezembro de 2018

Luís Gonçalves cometeu o crime por não aceitar relacionamento da vítima com o patrão.

Por Ana Isabel Fonseca - Correio da Manhã

Para o coletivo de juízes do Tribunal de São João Novo, no Porto, não restam dúvidas de que Luís Gonçalves foi o autor da morte da antiga companheira, Ana Estreito, ocorrida a 30 de outubro de 2017.

Os magistrados consideraram esta terça-feira, na leitura do acórdão, que o homem de 57 anos asfixiou a vítima por não aceitar que a mulher mantivesse um novo relacionamento com o patrão. Luís foi, por isso, condenado a 16 anos de prisão por homicídio qualificado.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login