Lar trata menores como 'doentes' e 'maricas'

CM 12 de abril de 2018

Atual diretora técnica e quatro antigos funcionários da instituição respondem por 35 crimes de maus-tratos.

Por Correio da Manhã

O Ministério Público (MP) de Viana do Castelo deduziu acusação contra a atual diretora técnica e quatro antigos funcionários da Casa dos Rapazes de Viana do Castelo, por 35 crimes de maus-tratos na forma continuada.

A investigação, que foi agora concluída, dá conta de que, pelo menos entre 2014 e 2015, os jovens ali institucionalizados eram sujeitos a várias práticas de humilhação, que eram entendidas como uma nova terapia de ensino.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login