Justiça dá razão a homem infértil em Aveiro

CM 29 de setembro de 2018

Impugnou paternidade após descobrir que não é o pai biológico.

Por Correio da Manhã

O Tribunal Constitucional (TC) deu parcialmente razão ao homem que pretendia que a jovem que criou como filha, agora maior de idade, deixasse de usar o seu apelido.

Em causa está o facto de este ter descoberto que é infértil, enquanto realizava exames para perceber a razão pela qual a segunda mulher não conseguia engravidar. O homem terá sido enganado pela ex-mulher, enquanto ainda estavam casados e só descobriu a mentira quando a jovem já tinha 15 anos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login