Homem vê amigo morrer esfaqueado em Viana do Castelo: "Devia estar morto no lugar dele"

CM 12 de dezembro de 2018

Ilídio Rodrigues não tem dúvidas de que era ele o alvo.

Por Fátima Vilaça - Correio da Manhã

"Aquela facada era para mim. Eu é que devia estar morto no lugar dele. O meu amigo morreu por engano." Revoltado, Ilídio Rodrigues não tem dúvidas de que era ele o alvo do ataque que na segunda-feira à noite tirou a vida a Vítor Coimbra, em Areosa, Viana do Castelo.

O pescador, 22 anos, foi atingido com um golpe de faca nas costas. Morreu no hospital. Ilídio Rodrigues reconheceu os agressores e não tem dúvidas de que os ciúmes motivaram o ataque.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login