Hacker quebra o silêncio e diz que "Portugal não quer investigar"

CM 02 de fevereiro de 2019

Rui Pinto denuncia máfia do futebol e lança críticas à Justiça e autoridades portuguesas.

Por Rafael Godinho - Correio da Manhã

Rui Pinto quebrou o silêncio pela primeira vez desde que foi detido em Budapeste. Numa entrevista concedida à revista alemã ‘Der Spiegel’, o hacker (pirata informático), que alegadamente roubou informação confidencial ao Benfica, revelou que não quer ser julgado em Portugal.

"Tenho quase a certeza de que não terei um julgamento justo em Portugal. O sistema judicial português não é inteiramente independente; existem interesses escondidos. Claro que há procuradores e juízes que levam o seu trabalho a sério. Mas a máfia do futebol está em todo o lado. Querem passar a imagem de que ninguém se deve meter com eles", considerou o hacker de 30 anos, natural de Vila Nova de Gaia.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui