Há um novo dispositivo para detetar cancro

CM 29 de abril de 2016

Ferramenta foi criada por portuguesas.

Por Correio da Manhã

Investigadoras do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) estão a desenvolver dois dispositivos "autónomos e baratos" que vão permitir a deteção precoce do cancro, através de uma amostra composta por uma gota de sangue.

De acordo com Goreti Sales e Lúcia Brandão, responsáveis pelos projetos, o objetivo é criar dispositivos de fácil manuseamento, semelhantes aos utilizados para a leitura da glucose em pessoas com diabetes, mas que necessitam apenas da tira de glucose e não precisam da caixa de medida elétrica.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login