Gasolineiras creem que fatura detalhada vai pressionar Governo a baixar ISP

CM 09 de fevereiro de 2018

Revendedores de combustíveis alertam para os riscos do "excesso de informação".

Por Correio da Manhã

Os revendedores de combustíveis aplaudem a introdução da fatura detalhada, considerando que fará "sobressair a elevada carga" fiscal no setor e "levar o Governo a rever a taxa do ISP", mas alertam para os riscos do "excesso de informação".

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Associação Nacional de Revendedores de Combustível (Anarec) afirmou que a faturação detalhada nos combustíveis líquidos "contribui beneficamente para o melhor esclarecimento dos consumidores relativamente à estrutura dos preços", permitindo que estes tenham "uma melhor consciencialização sobre o peso elevadíssimo que o ISP [Imposto Sobre Produtos Petrolíferos e Energéticos] tem nos preços finais de venda ao público".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui