Esfaqueiam amigo até à morte para beberem o sangue

CM 16 de setembro de 2017

Casal realizou um ritual satânico e utilizou vítima como 'oferenda' a Satanás.

Por Correio da Manhã

Daniel e Manuela Ruda foram os autores de um dos assassinatos mais macabros da Alemanha. O casal matou o amigo Frank Hackert para no final beber o seu sangue num ritual satânico.

O caso aconteceu em 2001. O casal confessou a autoria do crime e descreveu o massacre como uma espécie de "sacrifício e oferenda a Satanás". Homem e mulher, entretanto separados, foram condenados a prisão. Em tribunal ficou provado que ambos participavam em festas satânicas e de adoração ao diabo e que por vezes chegavam a dormir em cemitérios.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui