Direção dos Serviços Prisionais foi avisada do plenário há uma semana

CM 05 de dezembro de 2018

Mais de metade dos reclusos da prisão de Custóias, no distrito do Porto, recusaram-se esta quarta-feira a almoçar.

Por Lusa - Correio da Manhã

A Direção-Geral de Reinserção e dos Serviços Prisionais (DGRSP) foi informada com uma semana de antecedência do plenário esta quarta-feira no Estabelecimento Prisional de Custóias, mas só avisou na terça-feira o diretor da prisão, acusou esta quarta-feira o sindicato.
 
Em declarações à agência Lusa no final do plenário que aconteceu antes e depois da recusa de uma parte dos reclusos em almoçar, o dirigente nacional do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional (SNCGP), Pedro Silvério, responsabilizou a DGRSP pelo sucedido.

Mais de metade dos reclusos da prisão de Custóias, no distrito do Porto, recusaram-se esta quarta-feira a almoçar, obrigando os guardas prisionais a disparar balas de borracha para o ar para repor a ordem, disse à Lusa fonte sindical.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login