Costa considera proximidade entre Portugal e Marrocos decisiva para a segurança

CM 05 de dezembro de 2017

Primeiro-ministro salientou a presença atual de mais de 300 empresas nacionais no mercado marroquino.

Por Correio da Manhã

O primeiro-ministro considerou esta terça-feira que uma crescente proximidade e interdependência económica entre Portugal e Marrocos é um fator estratégico central para o futuro dos dois países, tanto no plano da segurança, como para as relações euro-africanas.

Esta posição foi defendida por António Costa no encerramento da sessão de abertura de um seminário empresarial luso-marroquino, em Rabat, que antecedeu a conclusão da 13.ª Cimeira entre os dois países.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login