Cooperativas a salvo do imposto sobre "prédios de luxo"

Negócios 04 de março de 2016

Nas propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2016, o PS exclui expressamente as cooperativas de habitação do imposto de selo que incide sobre os prédios acima de um milhão de euros. Fisco tinha interpretação diferente.

Por Elisabete Miranda - Jornal de Negócios

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login