Chefe da PSP nega maltratar a mulher

CM 05 de janeiro de 2019

Diz que acusação é falsa e que lhe bateu no carro por acidente.

Por Paula Gonçalves - Correio da Manhã

O chefe da PSP de Coimbra Luís Ribeiro, de 55 anos, que esta sexta-feira começou a ser julgado por maltratar a mulher, negou a maior parte dos factos da acusação, considerando alguns deles "mentirosos". "Isso é falso", foi a frase mais ouvida durante o seu depoimento.

Na primeira sessão - que de manhã foi aberta e à tarde decorreu à porta fechada após requerimento da defesa do arguido -, o polícia disse que ele é que vivia "aterrorizado" devido às tentativas de suicídio da mulher. "Essas tentativas eram sempre feitas na sequência de discussões. Era só para conseguir o que queria", referiu.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login