Bruxelas admite injecção de capital na CGD

Negócios 06 de junho de 2016

A CGD pode receber uma injecção de capital público, desde que a operação seja feita à semelhança de um accionista privado. Quem o diz é a comissária europeia para a Concorrência, que rejeita que Bruxelas tome qualquer decisão política. E aponta que, por agora, a decisão está do lado do Governo.

Por André Tanque Jesus - Jornal de Negócios

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui