BCP sobe mais de 3% com fusão das acções e negociações com a Fosun

Negócios 28 de setembro de 2016

O BCP anunciou que vai avançar com a fusão das acções. Por cada 75 títulos detidos, os accionistas vão passar a ter um. A notícia está a ser bem recebida, com as acções a subirem mais de 3%.

Por Sara Antunes - Jornal de Negócios

A fusão das acções do BCP é mais um passo decisivo para a entrada da Fosun no capital do banco liderado por Nuno Amado, e esse cenário está a impulsionar as acções do BCP, que sobem 3,33% para 1,55 cêntimos.
 
O BCP vai avançar com o reagrupamento de acções. Tendo em conta os termos da operação já aprovados pelos accionistas, serão fundidos 75 títulos num só. Considerando o valor de fecho de terça-feira (0,015 euros), antes de ter sido anunciada a operação, a cotação das acções passaria para 1,1275 euros.
 
A fusão das acções terá efeitos a partir de 24 de Outubro, com os accionistas a terem "até ao dia 21 de Outubro" para reorganizarem as suas carteiras de forma a terem um número total de acções "que seja múltiplo de 75, tendo em vista o reagrupamento", explicou esta quarta-feira, 28 de Setembro, o BCP em comunicado.
Este passo é determinante para o futuro do banco, já que encerra mais uma das exigências apresentadas pela Fosun para entrar no capital do BCP.
 
A Fosun, quando anunciou o interesse de entrar no capital do BCP apresentou várias exigências, entre as quais o aumento do limite de votos de 20% para 30%, a fusão das acções do banco e a aprovação dos reguladores. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login