Autarca de Vila Verde não vê razões para suspender funções

CM 16 de fevereiro de 2017

António Vilela diz estar "perfeitamente tranquilo" quanto ao andamento das investigações.

Por Correio da Manhã

O presidente da câmara de Vila Verde, indiciado por corrupção e prevaricação, afirmou esta quinta-feira "não haver nenhuma razão" para suspender as suas funções na autarquia e disse estar "perfeitamente tranquilo" quanto ao andamento das investigações.

"Não vejo nenhuma razão [para abandono ou interrupão de funções], nem os vila-verdenses compreenderiam qualquer situação que não fosse continuar", afirmou António Vilela, em declarações à agência Lusa.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login