Acusados de assalto a banco em Guimarães ficaram em silêncio em tribunal

CM 17 de setembro de 2018

Arguidos conseguiram levar do cofre-forte e do multibanco (ATM) mais de 82.000 euros.

Por Correio da Manhã

Os dois franceses acusados do assalto a um banco em Guimarães, em janeiro de 2014, remeteram-se esta segunda-feira ao silêncio no início do julgamento, que decorre sob fortes medidas de segurança, dado o "nível de perigosidade alto" dos arguidos.

Naturais da ilha de Córsega, França, os arguidos chegaram ao Tribunal de Guimarães acompanhados por cerca de uma dezena de elementos do Grupo de Intervenção e Segurança Prisional (GISP).

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login