Magnata russo salda custo do divórcio com venda de um Da Vinci

L.R. 12 de outubro de 2017

O óleo Salvator Mundi será vendido em Novembro.


Um Da Vinci para encerrar um divórcio. Parece ser este o resumo da história de Dmitry Rybolovlev, um magnata russo, e da sua mulher, Elena, de quem se separou em 2014. O preço? Astronómico: em primeira instância, um tribunal de Genebra condenou-o a pagar 3.200 milhões de euros à ex-mulher. Era quase metade da sua fortuna.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login