Carrilho chora em tribunal

Susana Lúcio 18 de junho de 2016

O professor universitário emocionou-se e Bárbara Guimarães acusou-o de chantagem

Em mais uma sessão do julgamento em que Manuel Maria Carrilho é acusado de violência doméstica, o ex-ministro da Cultura emocionou-se quando recordou a morte dos pais, em 1992, vítimas de um acidente de automóvel, segundo o Correio da Manhã.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui