A prostituta que casou com o marquês de Paiva

A prostituta que casou com o marquês de Paiva
Sónia Bento 14 de março de 2015

Obcecada por dinheiro, seduziu homens poderosos. Casou-se com um português para se tornar marquesa...

La Paiva, como era tratada em Paris a marquesa de Paiva, foi a prostituta mais famosa de França no início do século XIX. Toda a vida perseguiu homens ricos. Seduziu um dos grandes pianistas da época e levou-o à ruína. Casou-se com um português, que se auto-intitulava marquês de Paiva, ficando-lhe com o título e com o apelido, e depois com um dos homens mais poderosos da Prússia, que fez dela a mulher mais extravagante de Paris. Em Marquesa de Paiva, lançado esta semana pela editora Livros d’Hoje, João Pedro George conta a história desta figura, que terá nascido a 7 de Maio de 1819, na Rússia, num gueto para judeus.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui