Ventos de Oeste

O Diabo que conhecemos

O que se passou no passado dia 26 de abril com referência ao Ministério das Infraestruturas (e não só à noite, porque o telefonema do ministro ao seu assessor, comunicando ao mesmo que estava demitido, constitui o acto ilegal que desencadeou tudo o resto – insisto, não se despedem pessoas por telefone ou por email), é totalmente inadmissível e inaceitável, os acontecimentos que se lhe seguiram não conseguem ser melhores.

As operações clandestinas dos espiões portugueses
Nuno Tiago Pinto

As operações clandestinas dos espiões portugueses

A intervenção do SIS para recuperar o computador de Frederico Pinheiro trouxe para a ribalta a atuação dos oficiais de informações do SIS. Treinados para realizar operações clandestinas, os agentes dos “serviços” atuam na fronteira da legalidade – ou mesmo ultrapassando-a, segundo relatos de ex-responsáveis.

António Costa não revela base legal para atuação do SIS
Margarida Davim

António Costa não revela base legal para atuação do SIS

Catarina Martins insistiu para que António Costa dissesse qual a base legal para a atuação do SIS na recuperação do computador do ex-adjunto do Ministério das Infraestruturas. Costa deixou a pergunta sem resposta, mas garantiu que Governo não pediu intervenção das secretas.

Calmo na forma, errático na substância: a audição de Galamba em 7 pontos 
Bruno Faria Lopes

Calmo na forma, errático na substância: a audição de Galamba em 7 pontos 

O ministro tinha dois objetivos principais: controlar as suas emoções e vender uma narrativa concorrente com a de Frederico Pinheiro. Passou o primeiro com distinção – e conseguiu sobreviver ao segundo, embora tenha acumulado imprecisões, respostas circulares e, por vezes, silêncio. As dúvidas sobre a sua atuação não desapareceram.

As contradições que João Galamba terá de explicar
Margarida Davim

As contradições que João Galamba terá de explicar

Frederico Pinheiro e Eugénia Correia Cabaço apresentaram duas versões diferentes da mesma história. Em muitos pontos é a palavra de um contra a palavra de outro. Mas destas duas audições saíram também muitas perguntas a que João Galamba terá de responder.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana